O Instituto Confúcio no COTUCA

Nos dias 16 e 17 de janeiro, foram realizadas as matrículas de primeira chamada do Colégio Técnico de Campinas (Cotuca). O Instituto Confúcio na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), juntamente com a direção do colégio, organizou uma divulgação dos cursos de mandarim que serão ministrados na instituição este ano. João Victor Abreu Oliveira, André Lírio Nunes Santos e Nathan Shen Baldon do Cotuca, que são atualmente alunos de mandarim do Instituto Confúcio, contribuíram na divulgação de forma significativa, fornecendo aos ingressantes e seus pais informações sobre os cursos de mandarim, as atividades desenvolvidas pelo Instituto Confúcio na Unicamp e suas experiência com a língua e cultura do gigante chinês.

“É muito bom fazer aula de mandarim no colégio. [Essas aulas] você não acha em nenhum lugar. Todo mundo se ajuda na sala de aula, as professoras são ótimas! E é importante para nosso currículo profissional também. Tem muitas empresas chinesas se instalando no Brasil, então é bom já aprender uma nova língua além do inglês!”, afirmam esses alunos.

Muitos pais e calouros do Cotuca se interessaram pelos cursos e acreditam na importância de aprender a língua chinesa desde cedo. “Muito interessante essa iniciativa! Hoje em dia já não basta o inglês, né?”, afirma a mãe de uma aluna.

Material didático em exposição na divulgação do Instituto Confúcio no dia da inscrição de alunos do COTUCA

Material didático em exposição na divulgação do Instituto Confúcio no dia da inscrição de alunos do COTUCA

Para esse ano, o Instituto Confúcio na Unicamp ofertará duas turmas do Mandarim Básico – Módulo I, uma turma de Mandarim Básico – Módulo II e uma de Mandarim Básico – Módulo III, todas elas no período diurno. Além disso, ofertará Mandarimf Básico – Módulo I e II no período noturno. As turmas têm limite de vagas de 40 pessoas cada. Os alunos do Cotuca aprendem não só a falar o mandarim, mas também experimentam em sala de aula elementos culturais da China, como por exemplo caligrafia tradicional chinesa, o chá chinês, entre outros.

A divulgação dos alunos e do escritório do Instituto Confúcio na Unicamp foi muito bem-sucedida e acredita-se que os cursos terão as vagas preenchidas.