Prefeito Jonas prestigia inauguração de instituto chinês na Unicamp

Foto: Jonas discursa | Crédito: Antônio Oliveira

Foto: Jonas discursa | Crédito: Antônio Oliveira

[row][column lg=”4″ md=”12″ sm=”12″ xs=”12″ ]

Foto: Jonas discursa | Crédito: Antônio Oliveira Foto: Jonas discursa | Crédito: Antônio Oliveira[/column][column lg=”4″ md=”12″ sm=”12″ xs=”12″ ]

Foto: Autoridades presentes | Crédito: Antônio Oliveira Foto: Autoridades presentes | Crédito: Antônio Oliveira[/column][column lg=”4″ md=”12″ sm=”12″ xs=”12″ ]

Foto: Jonas discursa | Crédito: Antônio Oliveira Foto: Jonas discursa | Crédito: Antônio Oliveira[/column][/row]O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, participou, na tarde desta quarta-feira, 22 de abril, da cerimônia de inauguração oficial do Instituto Confúcio da Unicamp, numa parceria com a universidade chinesa Beijing Jiaotong.

O Instituto Confúcio é uma rede de instituições instaladas em 500 universidades de 125 países. No Brasil, são oito unidades, com o objetivo de difundir o idioma mandarim e a cultura chinesa em plano global.

Além do prefeito Jonas Donizette, participaram da solenidade o reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge; o reitor da Universidade de Beijing, Ning Bin, a diretora chinesa do Instituto Confúcio, Hongyan Gao, o representante da embaixada da China no Brasil, Shi Zequn, outras autoridades chinesas e representantes brasileiros de instituições acadêmicas e da sociedade civil, professores e estudantes brasileiros e chineses.

Segundo, Hongyan Gao, diretora chinesa do Instituo Confúcio na Unicamp, a instituição é uma iniciativa do governo chinês sem fins lucrativos, que já soma dez anos, para divulgar idioma e cultura, além de fortalecer amizade entre a China e outros Países. “ A base do instituto é sempre uma parceria entre uma universidade chinesa e uma estrangeira. O Instituto Confúcio funciona nos moldes do Instituto Goethe, da Alemanha, e do Instituto Cervantes, da Espanha. A escolha do nome se deu porque Confúcio foi um grande filósofo chinês, além de um grande representante da nossa cultura”, disse.

O reitor da Unicamp, José Tadeu Jorge, lembrou que a instalação do Instituto Confúcio envolveu as Universidades de Campinas e de Beijing, numa relação de conhecimento, cultura e amizade, que marca uma aproximação de Brasil e China, para a melhor formação acadêmica e desenvolvimento.

“Espero que o Instituo Confúcio nos traga os resultados positivos que tem em outros países; que venha ser a força motora para proporcionar a formação de profissionais nas áreas do conhecimento. Como países emergentes, precisamos da troca de conhecimento, experiência e amizade para o desenvolvimento”, disse.

O prefeito Jonas Donizette elogiou a iniciativa do convênio entre a Unicamp e a Universidade de Pequim, para a promoção do melhor conhecimento e fortalecimento dos laços de amizade entre Brasil e China, além da cooperação econômica.

“Fico feliz, na condição de prefeito de Campinas, com o convênio firmado para a divulgação da cultura chinesa, do idioma e do fortalecimento dos laços de amizade entre os dois países. Campinas já estreitou os laços econômicos, com a instalação da BYD Company Limited – empresa chinesa especializada em veículos elétricos e híbridos, baterias, e novas energias, agora temos a oportunidade de promover conhecimento mútuo”, declarou o prefeito.

Festividade

Durante a solenidade de inauguração do Instituto Confúcio, ocorreram apresentações culturais do Brasil e da China. Música, danças e artes marciais fizeram parte da programação, além de uma exposição fotográfica denominada “Beautiful China”, com cerca de 60 fotografias.

As apresentações culturais, com a participação de artistas chineses e brasileiros, vão continuar nas dependências da Unicamp, quinta e sexta-feira, dias 23 e 24 de abril.

Os interessados em conhecer melhor os aspectos culturais, econômicos e sociais da China podem participar de palestras que vão ocorrer na sede do Instituto, no primeiro andar da Biblioteca Central “Cesar Lattes”.

Relação Campinas com chineses

Campinas é cidade-irmã de duas cidades chinesas: Fuzhou e Dongguan. Em julho de 2013, Campinas e Dongguan assinaram um memorando para laços de amizade. Fuzhou é cidade-irmã desde janeiro de 1996.

Deixe uma resposta